domingo, 14 de junho de 2015

A Viagem de Um Barquinho





Em apresentação no Sesc Quitandinha neste domingo, dia 14 de junho, o Livro Aberto encenou A Viagem de Um Barquinho.
Esse foi o primeiro livro de Sylvia Orthof e em 2015 ele completa 40 anos com um fôlego de adolescente e atualíssimo ...

" ... E foi como num rio azul, um rio de pano, um rio de faz de conta na Viagem de Um Barquinho, que Ana Maria Machado pulou para dentro da vida de Sylvia Orthof e ela virou escritora de textos acriançados-adultentos."

No palco, desenrola-se um rio de pano. Sobre ele, as suas margens, as descobertas do menino, que perdeu seu barquinho de papel, em corredeiras de tule azul. Ele, como todos nos, é vítima da doce ilusão de que poderemos conservar sempre por perto aquilo que amamos, sem perdas, nem transformações. Fábula sobre o crescimento - ou viagem pelo não-esquecimento, pela fidelidade e pela amizade - e a aventura começa. E começa também a jornada ao lado do menino, que chora e ri, canta e sonha, busca e encontra, fazendo novos aliados, à medida que percebe e amplia seus horizontes.
Cresce o Barco em sua escapada, para realizar seu destino: conhecer o mar-oceano, cheio de perigos e mistérios. Cresce o menino, que busca o passeio, e aprende o futuro, onde tudo muda: água de rio e de mar, que nunca param de falar da liberdade essencial de ir e de voltar. E crescemos nós, na doçura e cada som e movimento, que vão ecoando, devagar, na peça de tule, feita para ser e parecer de brinquedo.